quinta-feira, 23 de junho de 2016

Em Memórium - Irmã M. Henrietta, co-fundadora da nossa missão no Brasil

Uma das pioneiras da missão das Irmãs Franciscanas do Mártir São Jorge no Brasil morre aos 86 anos.

Recebemos a notícia da nossa Província Stª Elizabete que pelo 00h46, na sexta-feira, 17 de junho, 2016, o todo-bom Deus chamou nossa querida jubilanda

Irmã M. Henrietta (Agnes) Eixler

para sua eterna paz. Ela morreu fortalecida mediante o Sacramento dos Enfermos e acompanhada pelas orações de suas co-Irmãs na enfermaria de nossas Irmãs no Convento São Francisco, em Alton, EUA.

A querida falecida nasceu em 27 de Janeiro de 1930, em Bramhar, Kreis Meppen, na Diocese de Osnabrück, Alemanha Ocidental. Ela entrou na nossa Congregação em 14 de Setembro de 1954, e começou o Noviciado em 19 de Março de 1955, na Casa Mãe. Ela foi transferida para os Estados Unidos como noviça do segundo ano, e lá completou seu noviciado, fazendo sua primeira profissão em 19 de março de 1957. Ela se consagrou para sempre ao Senhor na profissão perpétua em 18 de Março de 1961, em Alton. Na alegria e gratidão, ela comemorou seu Jubileu de Ouro em Alton em 15 August, 2006.

Depois de sua primeira profissão, Irmã M. Henrietta trabalhou na lavanderia do Hospital de Santo António, em Alton até fevereiro de 1972. Ela então se ofereceu para ser uma das duas Irmãs fundadoras de nossa nova missão em Cruzeiro do Sul, Brasil. De 1972 até 1980, trabalhou na cozinha da Casa Regional São Francisco. Ela passou um ano na cozinha e lavanderia de São Rafael Convento em Ipixuna, no Brasil, e depois voltou para Cruzeiro do Sul, onde, de 1981 até 1995, trabalhou na lavanderia, jardim e serviço de limpeza no Convento São Francisco, Convento Bom Pastor, e no Seminário Diocesano. Em 1995, ela voltou para Alton, onde ela se tornou uma Irmã de Adoração e também ajudou na enfermaria das nossas Irmãs. Por causa do enfraquecimento da saúde, ela foi admitida na enfermaria em 17 de Março, de 2014, ainda rezando horas de Adoração até um mês antes de sua morte.

A querida falecida viveu sua vocação como uma religiosa simples, fiel, e orante. Ela entregou-se aceitando de boa vontade o que foi pedido dela. Ela estava contente, alegre e grato no meio dos desafios que estavam presentes na fundação da nossa nova missão no Brasil. Sua confiança na oração diante do Santíssimo Sacramento deu testemunho de sua profunda união com Deus para aqueles que ela serviu, incluindo bispos, padres, irmãs, seminaristas, os pobres e os doentes.

Irmã M. Henrietta alegrava se com cada fase de sua vida religiosa. Ela aceitava a ajuda de outros com profunda gratidão. Que Deus Que é fiel agora trazer a conclusão a sua vida e deixá-la participar de Sua eterna glória.

A Missa de corpo presente foi na segunda-feira, 20 de junho, 2016, às 09h30, na Capela do Convento São Francisco em Alton, Illinois. Seguido pelo enterro no cemitério de São José.

Ir. M. Inês, Coordenadora Nacional do CRB, no Vale do Juruá

O Núcleo da CRB-Cruzeiro do Sul/AC teve a graça e o privilégio de receber a visita da presidente nacional da CRB nos dias 10-12/06. 



Foram momentos pra lá de especiais. A Ir. M. Inês nos motivou, nos entusiasmou e nos cativou com sua presença simples, serena e decidida. Nesses três dias de encontros tivemos a oportunidade de refletir sobre o nosso ser consagrado, numa retrospectiva do Ano da vida Consagrada. Meditamos juntos sobre o Ano da Misericórdia. Também nesses dias houve um espaço para troca de experiências com os formadores e formadoras.

Um destaque especial para os religiosos e religiosas missionários da terceira idade que marcam presença na Diocese há 100, 80, 70, 40 anos.... Foram e continuam sendo desbravadores neste rincão Amazônico. As mais corajosas enfrentaram horas de viagem numa rodovia quase um “ramal” para participar do encontro. Parabéns às mulheres corajosas.

O nosso muito obrigada à Ir. M. Inês que aceitou o convite de vir ate aqui. O nosso desejo é que ela volte mais vezes e que a sua visita incentive também a outros a chegarem até aqui nesta pontinha do Brasil que é maravilhoso de se viver. Não faltarão barcos, canoas e remos, até um carrinho para as nossas idas e vindas. 

Muitíssimo obrigada, Irmã Maria Inês. 
Que Deus a recompense pelo belo trabalho na CRB Nacional.

Mais fotos aqui

terça-feira, 3 de maio de 2016

ACONTECEU! CAPÍTULO GERAL 2016

Aconteceu nos dias 17 a 30 de abril de 2016, o 21° Capítulo Geral da nossa Congregação.

Na imagem que acompanha, você vê todos as capitulares do Capítulo Geral 2016 que aconteceu em Thuine, Alemanhã, na Casa Mãe da nossa Congregação. Irmãs de 4 continentes se encontraram na nossa Casa Mãe para fortalecer os laços, aprofundar a nossa espiritualidade e discutir questões que atingem nossa Congregação.


Uma das tarefas do Capítulo Geral é a eleição da nova Madre Geral e seu Conselho.
No dia 26 de Abril 2016 as capitulares do Capítulo Geral da nossa Congregação escolheram o novo Conselho Geral.
Irmã Maria Cordis Reiker foi eleito Superiora Geral e Irmã Maria Angelis Hegemann a nova Vigária Geral.
Para o Conselho Geral também apresentamos:
2ª Conselheira Geral: Irmã Irmã M. Hanna Stevens
3ª Conselheira Geral: Irmã Irmã M. Gabrieli Kopmann4ª Conselheira Geral: Irmã Irmã M. Christella Warini, (da Holanda)5ª Conselheira Geral: Irmã Irmã M. Samuela Rhotert6ª Conselheira Geral: Irmã Irmã M. Agnes Labbé, (dos EUA)Secretária Geral: Irmã M. Raphaels BusscherTesoureira Geral: Irmã M. Hildegard MelsParabenizamos as Irmãs e que Deus as abençoe.



sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Migração do Blog

Caros leitores,
nosso blog está em fase de migração para um outro endereço. As postagens antigas permanecerão neste blog. As novas postagens - a partir de 01/01/2016 - se encontram aqui.

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Olhai para Jesus, olhai para Maria e ide em frente!

Veio-me ao pensamento a figura de alguns jovens do Evangelho. Alguns jovens que se depararam com Jesus, ou dos quais Ele mesmo falou. Talvez isto vos ajude. Se vos for útil, conservai-o; se não vos for útil, eliminai-o.

Irmãs Franciscanas do Mártir São Jorge - FSGM, Ir. Ana Maria no Encontro Franciscano em Brasília
Pensei nos jovens apóstolos, pensei no jovem rico, pensei no jovem que partiu à procura de uma vida nova com a herança do pai, pensei no jovem morto. Os apóstolos eram jovens, alguns não muito, outros sim. João era um rapazinho. E ficaram impressionados com a figura de Jesus, entusiastas com aquele arrebatamento que sentimos quando nos encontramos com Jesus. Vão depressa ter com os amigos e dizem-lhes: «Encontrámos o Messias! Encontrámos Aquele do qual falam os profetas!».


Encontrar Jesus! Foi assim que os apóstolos agiram: depois cederam, não se comportaram muito bem. Pedro negou-o, Judas traiu-o enquanto os outros fugiram. Isto significa que é preciso lutar para ser fiel a este encontro, ao encontro com Jesus.

Irmãs Franciscanas do Mártir São Jorge – FSGM
Pergunto-te: «E tu, quando te encontraste com Jesus? Como foi o teu encontro com Jesus? Já tiveste um encontro com Jesus, ou só agora o encontras? Os jovens apóstolos! Pensai em como encontraram Jesus Pedro, Tiago, João e Natanael.

Quem és tu? O entusiasta, como os apóstolos, antes de começar a percorrer o caminho? Aquele que deseja seguir Jesus, porque lhe apraz, mas sente-se bloqueado por numerosas coisas que o vinculam e não o pode seguir, como o jovem rico da mundanidade, de muitos bens? Como aquele que esbanjou toda a herança do pai, mas teve a coragem de voltar e neste momento sente o abraço da misericórdia? ...

Irmãs Franciscanas do Mártir São Jorge – FSGM, Acolhida dos Símbolos da JMJ 2013«Padre, é injusto — dir-me-ão as jovens — pois os exemplos que nos dás são para os rapazes; e nós?». Com a vossa vida, aspirai a consolidar a ternura e a fidelidade. Percorrei o caminho daquelas mulheres que seguiam Jesus, na boa e na má sorte. A mulher dispõe deste grande tesouro de poder oferecer a vida, de poder dar ternura, de poder infundir paz e alegria. Para vós existe um único modelo: Maria, a mulher da fidelidade, aquela que não entendia o que acontecia, mas entretanto obedecia. Aquela que, quando soube do que a sua prima precisava, foi depressa ter com ela; a Virgem da Prontidão! Aquela que fugiu como refugiada para um país estrangeiro a fim de salvar a vida do seu Filho. Aquela que ajudou o seu Filho a crescer, que o acompanhou e, quando o seu Filho começou a pregar, seguiu-o. Aquela que padeceu tudo o que acontecia com o Menino, com o Jovem. Aquela que permaneceu ao lado do seu Filho, e lhe indicava os problemas que surgiam: «Olha, não têm vinho!». Aquela que, no momento da Cruz, estava com Ele.

Irmãs Franciscanas do Mártir São Jorge – FSGM, Festa da Apresentação do Senhor

A mulher tem uma capacidade de dar vida e ternura que nós, homens, não temos. Vós sois mulheres de Igreja. Da Igreja, ou «do» Igreja? Não, não é «o» Igreja, é «a» Igreja. A Igreja é feminina, é como Maria. Este é o vosso lugar. Ser Igreja, formar a Igreja, permanecer ao lado de Jesus, oferecer ternura, acompanhar e deixar crescer.

Que Maria, a Senhora da Carícia, a Senhora da Ternura, a Senhora da Prontidão ao serviço vos indique o caminho. Pois bem, agora já não vos zangueis, pois conseguistes vencer os rapazes. Faço votos por que este dia termine bem para vós. Que cada um e cada uma de vós encontre Jesus, o Jesus ressuscitado. 

Irmãs Franciscanas do Mártir São Jorge – FSGM, Acolhida dos Símbolos da JMJ 2013
E digo-vos algo: não tenhais medo! Olhai para Jesus, olhai para Maria e ide em frente!